Na enfermaria, a taxa de ocupação é de 26,3%, segundo boletim da Secretaria Municipal de Saúde.

Cidade registra nesta sexta-feira 693 casos confirmados da Covid-19.

Ribeirão Preto (SP) tem 49,3% dos 75 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para tratamento de pacientes com o novo coronavírus ocupados, segundo os dados desta sexta-feira (22) informados pela Secretaria Municipal de Saúde.

A taxa é a maior já divulgada pela Prefeitura.

Nos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação é de 26,3% dos 171 leitos disponibilizados exclusivamente para pacientes com a Covid-19.

Os dados reúnem o total de leitos tanto de UTI quanto clínicos nos hospitais públicos e privados da cidade.

Hospital Francisco de Assis em Ribeirão Preto, SP Reprodução/EPTV Até esta quarta-feira (20), última divulgação do boletim de leitos disponíveis, a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com coronavírus no município era de 38,4%.

Na enfermaria, 28,5% estavam ocupados. O boletim epidemiológico atualizado desta sexta mostra que a cidade registra 693 casos confirmados da Covid-19.

Desde o início da pandemia, o município teve 3.635 notificações da doença e descartou 2.632 casos que eram considerados suspeitos, mas tiveram resultado negativo.

Atendimentos no Polo Covid-19 A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Treze de Maio, transformada em Polo Covid-19, foi aberta em 1º de abril.

No primeiro mês, fez 1.691 atendimentos.

Em 21 dias de maio, a unidade recebeu 1.834 pacientes que tiveram os sintomas do novo coronavírus.

A média é de 87 pacientes por dia.

Do total, 1.613 tiveram sintomas leves, 124 estavam em quadro moderado e outros 97 apresentaram estado agravado da doença. Polo Covid-19, na UPA Treze de Maio em Ribeirão Preto (SP) Reprodução/EPTV Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto